Palmito: um ingrediente para toda hora

Detalhes Categoria pai: Artigos Categoria: Gastronomia

Palmito: rico em nutrientes e com poucas calorias, ele combina com diversos pratos. Leia este artigo exclusivo do Receitas da Família.

Ao ver gôndolas dos supermercados repletas de vidros de palmitos, de tamanhos, marcas e tipos diferentes, fica difícil imaginar que essa saborosa iguaria pode demorar até oito anos para amadurecer. Mas é verdade.

O palmito é extraído de um tipo de palmeira chamada palmiteiro, que pode ser de várias espécies. As mais conhecidas são as espécies Juçara, Açaí e Pupunha. Uma das grandes diferenças entre as diversas espécies de palmeira e consequentemente de palmito, é o tempo que levam para amadurecer. Enquanto o palmito da Juçara e da Açaí levam até oito anos para o amadurecimento, o da Pupunha leva no máximo três anos e, por isso mesmo, é o tipo mais presente no mercado. Outro fator que o torna tão popular é alta capacidade de conservação , pois ele não contém antioxidantes e, com isso, não escurece em contato com o ar.

GOSTO ADOCICADO

Mas não é só o tempo para amadurecer e a conservação que os diferem. O sabor também é característico de cada espécie. O Pupunha tem gosto levemente adocicado e mais suave do que do que os palmitos Açaí e Juçara.

Independente da espécie, o palmito pode ser encontrado em conserva, o que ocorre na maioria das vezes, e também fresco, no estado natural.

Seja como for, antes de consumir o produto é recomendável fervê-lo por cerca de 15 minutos, para evitar o perigo de contaminação por botulismo.Depois disso, ele estará pronto para ser degustado.

CURINGA NA SUA COZINHA

O palmito funciona como um curinga e tanto na cozinha. Na falta de champignon, por exemplo, use palmito para o arroz piamontês , ou para estrogonofe. Ele vai bem também em salada, sanduíches, pizza, molhos e como aperitivo. O produto é também bastante nutritivo, rico em proteínas e minerais como cálcio, fósforo e potássio. E tem pouquíssimas calorias-apenas 26 em cerca de 100 gramas.

Adicionar comentário

JComments

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*